Resenha – A Garota que Você Deixou Para Trás

Nome: A Garota Que Você Deixou Para Trás
Autor: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Páginas:384
Sinopse: Durante a Primeira Guerra Mundial, o jovem pintor francês Édouard Lefèvre é obrigado a se separar de sua esposa, Sophie, para lutar no front. Vivendo com os irmãos e os sobrinhos em sua pequena cidade natal, agora ocupada pelos soldados alemães, Sophie apega-se às lembranças do marido admirando um retrato seu pintado por Édouard. Quando o quadro chama a atenção do novo comandante alemão, Sophie arrisca tudo — a família, a reputação e a vida — na esperança de rever Édouard, agora prisioneiro de guerra. Quase um século depois, na Londres dos anos 2000, a jovem viúva Liv Halston mora sozinha numa moderna casa com paredes de vidro. Ocupando lugar de destaque, um retrato de uma bela jovem, presente do seu marido pouco antes de sua morte prematura, a mantém ligada ao passado. Quando Liv finalmente parece disposta a voltar à vida, um encontro inesperado vai revelar o verdadeiro valor daquela pintura e sua tumultuada trajetória. Ao mergulhar na história da garota do quadro, Liv vê, mais uma vez, sua própria vida virar de cabeça para baixo. Tecido com habilidade, A garota que você deixou para trás alterna momentos tristes e alegres, sem descuidar dos meandros das grandes histórias de amor e da delicadeza dos finais felizes.
Como estudante de História sou suspeita quando falo que esse livro está na minha lista de preferidos, quem me conhece sabe o quando eu me interesso e me impressiono com tudo relacionado as duas grandes guerras e esse livro é simplesmente maravilhoso. De cara o que me deixou completamente apaixonada por esse livro é o fato de a autora conseguir tirar duas histórias de amor e sofrimento que me fizeram chorar em algumas partes, justamente por saber que não são histórias puramente de ficção (como já foi dito anteriormente, eu curso História).
O livro conta duas histórias simultaneamente intercalando as histórias de Sophie uma jovem que vivia nos tempos de ocupação da Alemanha na França em 1916. Ela mora com seus irmãos e seus sobrinhos em um hotel/restaurante que apesar dos tempos difíceis, ainda consegue vender uns poucos mantimentos.
Sophie possui no hotel contra a vontade de sua irmã, um quadro pintado por seu marido Édouard Lefèvre. Com as coisas cada vez mais apertadas e a falta de comida e saúde Sophie e sua família ainda tem de passar por mais sofrimentos quando o exército alemão resolve se alojar em seu hotel Le Coq Rouge, e ela é obrigada a cozinhar para os soldados, sendo vista como traidora pelos moradores da cidade. 
\”Essa era a história de nossas vidas: 

insurreições menores, vitórias miúdas, uma breve chance de ridicularizar nossos opressores, barquinhos de esperança em um mar de incertezas, privação e medo\”.

E a história de Liv, uma jovem e recentemente viúva que não consegue superar a morte de seu marido, David. Liv está cada vez mais desesperada porque não tem dinheiro para pagar as contas e nem manter a casa, sua única herança deixada por seu marido, por vezes sente algum conforto olhando um quadro que ganhara como um presente de casamento dado por David.
As coisas começam a melhorar quando em uma noite completamente desastrosa ela conhece Paul, um rapaz que trabalha recuperando obras de arte perdidas durante a Grande Guerra. Liv e Paul começam a sair e ela começa a recuperar a auto estima quando em uma noite Paul acaba vendo na parede de Liv o quadro de A Garota que Você Deixou Para Trás, quadro que seu cliente está tentando encontrar. A partir daí a vida de Liv muda completamente.
Palavras não são suficientes para descrever meus sentimentos sobre esse livro. O começo da segunda parte do livro que conta a historia de Liv é um pouco fraca e parada, mas assim que a história começa a se desenrolar e a vida de Liv e Sophie ficam próximas não tem como parar de ler.
Eu me senti pessoalmente envolvida com Sophie e Liv em quase todo o decorrer da história, era como se eu estivesse lá e pudesse sentir o que elas sentiam e ver o que elas viam, o livro é realmente mágico. Isso aconteceu comigo também em A Menina Que Roubava Livros.
Quando Sophie consegue finalmente ir em busca de seu marido Édouard é como se a cada página do livro meu coração se apertasse, era um sentimento inexplicável mesmo.

Eu recomendo muito esse livro pra galera de humanas, pra galera de exatas, pra galera de biológicas e pra quem não é de área nenhuma. Recomendo esse livro se você gosta de drama romântico, foge do convencional e o final é surpreendentemente maravilhoso ♥ .

22 comentários em “Resenha – A Garota que Você Deixou Para Trás

  1. Olha eu fico sempre na dúvida se devo ou não comprar esse livro justamente pq me envolvo mt com os personagens e detesto qd acabo chorando, confesso que sou assídua por finais felizes kkk. Mas agora me deu vontade de ler mesmo, depois desse post. Já to seguindo o blog, se puder me segue tb, bjão!!bomhumornaosaidemoda.blogspot.com

    Curtir

  2. Olá Jessica,Gostei muito da sua resenha!Amo a história \”A Garota que Você Deixou Para Trás\” (sem contar que a Jojo Moyes é maravilhosa). Fiquei cativada com a quantidade de informações históricas do livros, com os altos e baixos da trama e com o final surpreendente.Confesso que chorei horrores lendo.BeijinhosJessica Correawww.blogmodernagem.com.br

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s